Vista a partir do castelo de Montemor-o-Novo

[Roteiro] Visitar o melhor de Montemor-o-Novo

Adoramos viajar pelo Alentejo. Explorar as aldeias e vilas pacatas, as cidades cheias de história, os monumentos megalíticos e os castelos. Percorrer as estradas e ver os campos pontuados por rebanhos de vacas e ovelhas, por sobreiros e oliveiras. Enfim, adoramos os quatro cantos do Alentejo. Hoje queremos falar sobre Montemor-o-Novo e sobre o que visitar e experimentar neste concelho próximo de Évora.

Pico do Arieiro, Madeira

[Roteiro] À descoberta da Madeira, a Pérola do Atlântico

Nem queríamos acreditar quando comprámos voos para a ilha da Madeira. Este era um destino que já fazia parte da nossa bucket list há anos, e sentíamos que era estranho sermos portugueses e ainda não conhecermos um dos arquipélagos de Portugal. Mas já resolvemos essa falha e foi a melhor coisa que fizemos.

Cedo começámos a sonhar com bolo do caco, poncha, ravinas e cascatas, viagens de cesto, praias de areia preta e belas caminhadas pelas levadas.

Neste artigo partilhamos tudo aquilo que descobrimos na Pérola do Atlântico ao longo de 5 dias, em finais de Setembro – desde os locais que visitámos e as experiências que tivemos, até à gastronomia que degustámos. Inspire-se, faça as malas e leve este roteiro consigo para a Madeira.

Piscinas naturais dos Poceirões, na ilha Graciosa, Açores

[Roteiro] Ilha Graciosa, uma surpresa no meio do Atlântico

A Graciosa – a Ilha Branca – é a segunda ilha mais pequena dos Açores, mas foi uma das maiores surpresas que tivemos nos últimos tempos. Não sabíamos bem o que lá existia, por isso também não tínhamos quaisquer expectativas – e sabe tão bem quando somos assim surpreendidos!

Na verdade, visitar a Graciosa não foi uma escolha óbvia. Tínhamos pouco mais de uma semana para dedicar aos Açores, e como o nosso principal objetivo era conhecer bem a ilha Terceira, estivemos a pesquisar como é que podíamos fazer uma escapadinha por alguma das outras ilhas do grupo Central.

Concluímos que a melhor opção, para aproveitar melhor o tempo e ficar mais em conta, era ir passar o fim-de-semana à Graciosa. E ainda bem, porque valeu muito a pena. Venha daí descobrir connosco o que visitar nesta ilha açoriana.

Vaca na Serra do Cume, Terceira

[Roteiro] 6 dias na ilha Terceira: o que ver e visitar

Escolhemos o mês de Setembro para ir conhecer a terceira maior ilha do arquipélago Açores, a Terceira. Dedicámos-lhe uma semana, com seis dias inteiros para a visitar de uma ponta à outra com calma.

Como sabíamos que na Terceira se come muito bem, o nosso roteiro foi em muitos casos construído de acordo com que queríamos provar em zonas específicas da ilha. Por isso, se gosta de passear e comer, escolheu a ilha certa. Neste artigo, partilhamos todas as nossas recomendações sobre o que visitar e levantamos o véu sobre os maravilhosos restaurantes que experimentámos.

Comer em Tomar: um guia com a melhor gastronomia

Tomar é sem dúvida um dos locais por excelência em Portugal para uma escapadinha. Possui património histórico único, tradições antigas, espaços verdes e um belo centro histórico. Para além do roteiro completo para visitar Tomar que publicámos anteriormente, pareceu-nos também importante mostrar aos nossos leitores o que se pode provar por estas paragens. Neste artigo, fique a conhecer tudo o que pode comer em Tomar e onde o fazer.

Receita de Aletria

A Aletria é um doce bem português – Virgílio Nogueiro Gomes, no seu “Tratado do Petisco e das Grandes Maravilhas da Cozinha Nacional”, escreveu mesmo que é um dos quatro doces de colher portugueses mais tradicionais, juntamente com o arroz doce, o leite creme e as farófias. Sendo eu louca por uma boa Aletria, tenho o maior prazer em partilhar neste artigo a receita de Aletria de que mais gosto. Segundo a minha mãe, tem o mesmo sabor que a tão gabada Aletria da minha Avó Zé, feita à moda antiga.

Convento de Cristo Tomar

Visitar Tomar: roteiro detalhado do que ver e fazer

Tomar, o “umbigo do mundo”. Foi assim que o escritor Umberto Eco apelidou esta pequena cidade do centro de Portugal. Uma “expressão italiana para lugares cuja beleza e central importância se equiparam à da outrora capital do Império Romano”, explica um artigo do jornal “Observador”.

Esta foi a inspiração perfeita para, quais cavaleiros medievais, partirmos em busca de recantos e segredos guardados em Tomar. Descobrimos alguns. Outros ainda permanecem mistérios. Neste artigo, levantamos o véu e mostramos um pouco daquilo que bela “cidade dos Templários” tem para desvendar. Venha daí!

#EuFicoEmPortugal – Um livro inspirador para dinamizar o turismo em Portugal

Temos uma surpresa para o início do Verão. É hoje apresentado o livro #EuFicoEmPortugal. Neste novo livro, 25 bloggers da Associação de Bloggers de Viagem Portugueses (ABVP) contam 25 histórias que nos levam a alguns dos locais mais bonitos do nosso país. Uma dessas histórias é escrita por nós.

Alcatra de carne da ilha Terceira

Gastronomia nos Açores: lista completa do que comer em cada ilha

Depois da viagem que fizemos há uns anos pela “Ilha verde”, publicámos um artigo sobre 12 coisas imperdíveis para comer e beber em S. Miguel, nos Açores. Cedo percebemos que há muito interesse em conhecer e experimentar a gastronomia açoriana, que é tão rica e saborosa.

Entretanto recebemos muitas sugestões, feitas por açorianos e por viajantes apaixonados pelos Açores, de outras comidas e bebidas que poderíamos incluir no artigo. O leque revelou-se tão alargado que decidimos publicar um novo artigo, mais completo, que nos levasse por todas as ilhas dos Açores. Aqui está ele!

Chá de Coca para doença em viagem

Doença em viagem: a nossa experiência e dicas úteis

Viajar é, de uma forma geral, uma experiência fantástica, cheia de novas descobertas e boas memórias para trazer para casa. Mas em viagem também acontecem coisas menos boas, e uma delas é ficar doente. Dores de barriga, náuseas, infeções, etc.. Uma doença em viagem pode estragar tudo.

Para além de espírito positivo, nós vamos sempre prevenidos para o que der e vier – o que inclui levar uma pequena “farmácia portátil” e garantias de que temos acesso a serviços de saúde, se precisarmos.

Neste artigo partilhamos as piores experiências que tivemos de doença em viagem e o que fizemos as ultrapassar.

Arroz de Lingueirão

Arroz de lingueirão, ligueirão, longueirão, navalhas, canivetes, facas… São muitos os nomes por que é conhecido este curioso bivalve alongado, que faz as suas tocas na areia das praias, de forma engenhosa, esguichando água para afastar a areia do seu caminho.

Embora seja por vezes um ingrediente subvalorizado, a verdade é que o lingueirão possibilita várias formas de confeção: grelhado, ao natural, à bulhão pato, frito ou em feijoada. Uma das mais conhecidas é o Arroz de Lingueirão, prato emblemático da tradição culinária algarvia.

Comida no Irão, fotografia de João Leitão

O que tenho no prato?! 9 relatos sobre comida estranha pelo mundo

Alguns bloggers de viagem partilharam connosco, na primeira pessoa, algumas das experiências gastronómicas mais diferentes que tiveram nas suas deambulações pelo mundo. Esta partilha resultou numa compilação fascinante de relatos sobre comida estranha, onde não faltam sabores, cores, texturas e muitas surpresas.

Da Europa a África, da Ásia à América do Sul, é normal encontrar pratos bem diferentes daquilo a que estamos habituados. Alguns deles requerem mesmo alguma coragem para fazermos o curto percurso que vai do prato até à boca.

Neste artigo, partilhamos experiências de viajantes amigos que, mais ou menos preparados para isso, decidiram embarcar nas mais diversas peripécias gastronómicas. Conheça-as e deixe-se arrepiar.

Porto de Mós

Porto de Mós: porta de entrada para as Serras de Aire e Candeeiros

Serras de Aire e Candeeiros. Nomes estranhos, estes. Traz à ideia montes e vales cheios de correntes de ar e repletos de candeeiros de rua, a iluminar as suas curvas. Candeeiros até pode haver alguns, mas o que não falta por estas paragens é ar livre e oxigénio.

Foi à descoberta de Porto de Mós e destas serras, bem no centro do país, que partimos num ameno mês de setembro. Hoje, partilhamos o roteiro que fizemos, numa região que descobrimos estar recheada de recantos naturais surpreendentes. Um destino perfeito para amantes de natureza, história e tranquilidade. Siga os nossos passos e surpreenda-se também.

Bolo de cenoura e chocolate

Bolo de cenoura e chocolate

Hoje partilhamos uma receita que me é muito querida e com a qual tenho o prazer de me deliciar todos os anos. É nada mais nada menos que o famoso bolo de cenoura e chocolate que a minha Tia Clemência faz no Natal. Sempre em dose dupla, claro, para que toda a gente possa repetir e ainda dê para trazer um bocadinho para casa.

Este ano decidi experimentar fazer eu o bolo, fora de época natalícia. Segui as indicações da minha Tia e o resultado final foi maravilhoso! Para que aí em casa também possa ir ao céu e voltar com esta sobremesa, aqui fica a receita.

foto praia restaurante

Comer em Peniche: um guia com a melhor gastronomia

Visitámos Peniche e as Berlengas no âmbito da iniciativa #euficoemportugal da ABVP. Para além das maravilhas naturais e culturais impressionantes com que nos cruzámos, as maravilhas gastronómicas não ficaram nada atrás.

Saiba tudo o que comer em Peniche: do peixe aos produtos da terra – alguns deles gigantes! Há toda uma rota de sabores para descobrir.

Montalegre, no Norte de Portugal

Turismo de Natureza ao longo da EN103 (Norte de Portugal)

O Norte de Portugal é rico a muitos níveis. Aqui encontramos gastronomia deliciosa, monumentos e museus dignos de visita, gentes acolhedoras e ar puro para respirar. E que melhor maneira de aproveitar este ar puro senão aproveitando o que esta região tem para nos oferecer a nível de turismo de natureza?

Neste artigo partilhamos algumas boas sugestões de locais a explorar ao longo da EN103, a Estrada Nacional que liga Bragança a Viana do Castelo. Faça a mala e venha connosco!

Templo Banyon, em Angkor, Camboja

[Roteiro] Angkor: viagem ao coração de um antigo Império

Neste artigo partilhamos um roteiro por Siem Reap e por Angkor criado pela nossa amiga Isabel Nunes, ávida viajante que aproveita todas as oportunidades para conhecer mais um pouco deste incrível mundo em que vivemos.

O destino principal desta viagem, marcada para Novembro, era na verdade a Tailândia. Mas estando tão pertinho do Camboja, não deu para resistir e reservámos também voos de Bangkok para Siem Reap, para uma escapadela de 2 dias e meio.

Queríamos conhecer o maravilhoso e milenar complexo arqueológico de Angkor, classificado como Património da Humanidade pela UNESCO. E o que encontrámos foi isso mesmo, algo de maravilhoso.