Vista a partir do castelo de Montemor-o-Novo

[Roteiro] Visitar o melhor de Montemor-o-Novo

Adoramos viajar pelo Alentejo. Explorar as aldeias e vilas pacatas, as cidades cheias de história, os monumentos megalíticos e os castelos. Percorrer as estradas e ver os campos pontuados por rebanhos de vacas e ovelhas, por sobreiros e oliveiras. Enfim, adoramos os quatro cantos do Alentejo. Hoje queremos falar sobre Montemor-o-Novo e sobre o que visitar e experimentar neste concelho próximo de Évora.

Quando visitar Montemor-o-Novo

Montemor-o-Novo fica no Distrito de Évora, onde no Verão as temperaturas podem ultrapassar os 40 ºC.

Como é difícil passear com temperaturas tão altas, o ideal é visitar Montemor-o-Novo na Primavera – por exemplo entre Abril e Junho – ou a partir de finais de Setembro.

O Alentejo é muito florido na Primavera
O Alentejo é muito florido na Primavera, uma altura ótima para o visitar

Em dias de sol e calor, é muito importante andar com chapéu, protetor solar e água. E aproveitar as sombras sempre que possível, como faz um bom alentejano.

O que visitar em Montemor-o-Novo

Castelo de Montemor-o-Novo

No outeiro mais alto da região ergue-se uma imponente construção de pedra que remonta ao início do século XIII: o Castelo de Montemor-o-Novo. É um castelo bem grande, pelo que vale a pena dedicar-lhe algum tempo para o visitar com calma.

Embora se encontre parcialmente em ruínas, ainda é possível apreciar muitas das principais estruturas do castelo.

O percurso recomendado começa no Centro Interpretativo do Castelo (horário de abertura aqui), que se encontra na antiga igreja de S. Tiago. Aqui é possível conhecer algumas curiosidades sobre a história e evolução de Montemor.

Nós decidimos começar por subir e percorrer uma parte das muralhas, estas que foram das maiores de Portugal, com 1.600 m de extensão e 2 m de espessura. Das quatro portas que se abriam nas muralhas – cada uma com a sua torre de defesa -, restam agora três: a porta da Vila, a porta da Má Hora e a porta do Anjo.

Muralha e Torre do Relógio junto à entrada do castelo de Montemor-o-Novo
Muralha e Torre do Relógio junto à entrada do castelo de Montemor-o-Novo

Com cuidado, subimos também à Torre do Relógio – junto à porta da Vila, a atual porta de entrada no castelo. Daqui tem-se uma vista privilegiada sobre o recinto interior do castelo, onde em tempos existiu a vila medieval de Montemor-o-Novo.

Uma parte desta antiga vila foi escavada, sendo possível percorrer as ruínas e descobrir várias estruturas que ali existiam, desde casas até à Sinagoga, por exemplo, que mais tarde foi transformada em prisão.

Ao lado desta antiga zona residencial encontra-se um grande edifício branco, o Convento de Nossa Senhora da Saudação, que está atualmente a ser reabilitado.

Ruínas da antiga vila medieval intramuros e Convento de Nossa Senhora da Saudação, para visitar no castelo de Montemor-o-Novo
Ruínas da antiga vila medieval intramuros e Convento de Nossa Senhora da Saudação

O nosso olhar – e os nossos passos – facilmente são atraídos para as imponentes torres e paredes que se erguem lá ao fundo. Ali, descobrimos o que resta do Paço dos Alcaides, que seria a residência oficial do alcaide – ou seja, o governador – da vila.

Sabe-se que neste Paço também ficaram alojados reis portugueses, tendo-se inclusivamente realizado aqui várias cortes no século XV – entre elas uma em que se discutiu a proposta de D. Manuel I em enviar a primeira expedição marítima à Índia, que Vasco da Gama acabou por realizar.

Paço dos Alcaides, no Castelo Montemor-o-Novo
Paço dos Alcaides, no Castelo Montemor-o-Novo

Para quem gosta de baloiços, existe um entre o Paço e a antiga vila, com uma bela vista sobre os campos que rodeiam Montemor-o-Novo.

Centro Histórico de Montemor-o-Novo

A partir do castelo tem-se uma vista fantástica sobre o Centro Histórico de Montemor-o-Novo, com o seu casario de paredes brancas e telhados vermelhos, e sobre a Ermida de Nossa Senhora da Visitação e o Convento de Nossa Senhora da Conceição.

Vista sobre o Centro Histórico de Montemor-o-Novo a partir do estacionamento do castelo
Vista sobre o Centro Histórico de Montemor-o-Novo a partir do estacionamento do castelo

Vale a pena percorrer esta cidade alentejana e explorar as suas ruas, que nalguns casos ainda nos transportam para tempos medievais – como a Rua dos Almocreves e a Travessa das Farizes. Também se encontram muitos vestígios de arte manuelina, ermidas, igrejas, conventos e palácios, sendo que alguns destes edifícios ainda preservam azulejos e pintura mural.

Recomendamos que siga o percurso sugerido pelo Município de Montemor-o-Novo para visitar o Centro Histórico e que pode consultar aqui.

Percursos pedestres

Existem quatro percursos pedestres recomendados em Montemor-o-Novo. São eles:

  • Lavre – percurso pedestre da Vila à Ponte Velha (circular – 7,2 Km)
  • Sítio de Cabrela (circular – 9,2 km)
  • MMN PR4 “Olivais e Montados de Montemor”
  • Ecopista do Montado – troço do antigo ramal ferroviário de Montemor-o-Novo

Encontra mais informações sobre estes percursos aqui.

Gruta do Escoural

A Gruta de Escoural – classificada como Monumento Nacional desde 1963 – é uma gruta natural onde se encontra preservada arte rupestre paleolítica.

Placa informativa sobre os vestígios encontrados dentro da Gruta do Escoural, para visitar em Montemor-o-Novo
Placa informativa sobre os vestígios encontrados dentro da Gruta do Escoural

Assim como a gruta da Furninha, em Peniche (veja aqui o nosso roteiro de Peniche), a Gruta do Escoural é considerado um monumento geológico e arqueológico de importância mundial.

Como visitar a Gruta do Escoural

Felizmente é possível visitar a gruta e apreciar as gravuras e pinturas que sobreviveram ao tempo.

Para isso, é necessário marcar previamente a visita no Centro Interpretativo da Gruta do Escoural com pelo menos 24 horas de antecedência. As visitas realizam-se de 3ª a sábado, exceto feriados, às 10h30 e às 14h30. Os grupos não podem exceder as 10 pessoas e não se pode tirar fotografias no interior da gruta.

Acesso à entrada da Gruta do Escoural, em Montemor-o-Novo
Acesso à entrada da Gruta do Escoural

O Centro Interpretativo está localizado na vila de Santiago do Escoural e nele está patente uma pequena exposição de introdução à visita da Gruta do Escoural, pelo que recomendamos uma visita. A gruta em si está localizada fora da vila.

Monumentos megalíticos em Montemor-o-Novo

Na região de Montemor-o-Novo já foram identificados cerca de 300 monumentos megalíticos: antas, cromeleques e menires construídos entre o VI e o III milénio a. C..

Recomendamos uma visita a um monumento megalítico em particular, muito curioso pela transformação de que foi alvo no século XVII: a Anta de São Brissos, também conhecida como Anta-Capela de Nossa Senhora do Livramento.

Parte da frente da Anta de São Brissos ou Anta-Capela de Nossa Senhora do Livramento, para visitar em Montemor-o-Novo
Parte da frente da Anta de São Brissos ou Anta-Capela de Nossa Senhora do Livramento

Esta anta fica a 5 minutos de carro da Gruta de Escoural. A sua estrutura de pedra – com cerca de 5.000 anos – foi reaproveitada para a construção de uma pequena capela, que assim ficou com uma forma inimitável. Pode não ser a capela mais bonita que já vimos, mas não há dúvida que é das mais peculiares.

Junto à Anta-Capela estão os seguintes “contactos para abertura da anta”:

  • 266 857 637
  • 266 857 128
  • 266 857 183

Igreja de S. Brissos

A 5 minutos da Anta de São Brissos encontra-se a Igreja de S. Brissos, bem no meio de campos rurais.

Fachada da Igreja de S. Brissos, em Montemor-o-Novo
Fachada da Igreja de S. Brissos

Esta é uma igreja do século XVI, muito elegante por fora e que guarda no seu interior belíssimas pinturas murais a fresco, com grande valor artístico. A igreja ainda está em funcionamento, pelo que por vezes consegue-se apanhá-la aberta.

Frescos sobre o altar da Igreja de S. Brissos
Frescos sobre o altar da Igreja de S. Brissos

Muito perto da igreja encontra-se uma antiga e pequena escola primária, com uma arquitetura muito característica do estado novo que se encontra por todo o país.

Escola primária em S. Brissos
Escola primária em S. Brissos

O que visitar perto de Montemor-o-Novo

  • Arraiolos – a uma distância de cerca de 25 minutos
  • Évora – a uma distância de cerca de 30 minutos
  • Monte Selvagem Reserva Animal – um parque com animais localizado nas Várzeas, a uma distância de cerca de 30 minutos

Alojamento em Montemor-o-Novo

Partilhamos algumas boas sugestões, para todos os gostos e bolsos, de onde ficar alojado em Montemor-o-Novo:

Pesquise aqui outros alojamentos em Montemor-o-Novo

Esperamos que tenha oportunidade de visitar Montemor-o-Novo e que se apaixone tanto por esta zona do Alentejo como nós.

Se gostou deste artigo deixe-nos um comentário mais abaixo, vamos gostar de saber!

Kit do Viajante

Selecionámos um conjunto de serviços que usamos e que poderão ajudar a organizar a sua viagem. Ao adquirir serviços através das ligações abaixo, não terá qualquer custo adicional e estará a ajudar o Explorandar a crescer. O nosso muito obrigado!

  • Encontre os melhores preços de alojamento no Booking.
  • A Iati Seguros tem opções de seguro para vários tipos de viagem e ao reservar através deste link tem 5% de desconto.
  • Para alugar carro, comparamos preços no Rentalcars e no Auto Europe.
  • Compre bilhetes para museus, monumentos, tours e transfers no GetYourGuide.
  • Para guias e livros de viagem em Inglês e sem portes recomendamos o Book Depository.

Esta página pode conter links de afiliados.

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.