E a nossa seleção de best-of de maravilhas doces de Portugal continua. Desta vez vamos falar de um pequeno tesourinho da Beira Litoral: as nevadas de Penacova.

Como nos conhecemos…

O Ri já conhece este bolinho há muitos anos e, para minha grande alegria, deu-mo a conhecer numa das nossas passagens pela IP3. Tal descoberta aconteceu no Bar 21, um café onde pára muita gente que vai na direção de Coimbra para Viseu. Embora muita gente pare sobretudo pelas sandes de leitão, são as nevadas que me atraem.

E afinal o que são as nevadas?

Não conhecendo a receita, eu descreveria a nevada como uma bola branquinha. A nevada tem uma camada fina de açúcar por fora e uma massa tipo pão-de-ló muito fofinha por dentro, com o interior húmido.

Nevada de Penacova

Depois deste conhecimento empírico, decidimos investigar a receita. Ficámos a saber que a parte húmida da nevada é doce de ovos. E que atualmente se chama “nevada” exatamente por se parecer com uma bola de neve.

Nevada de Penacova

E porque dizemos “atualmente”? Porque parece que originalmente estes bolos se chamavam “palermos cobertos”, uma receita com origem no Mosteiro do Lorvão, um mosteiro do século XII do concelho de Penacova.

Mosteiro de Lorvão

A quem ainda não provou, recomendamos vivamente que prove uma nevada. É deliciosamente doce!

Apesar de até agora nós só as termos comido no Bar 21, parece que também são muito boas (e provavelmente um pouco mais baratas) na pastelaria “O Mosteiro de Lorvão”, na aldeia de Lorvão.

Depois digam-nos se gostaram. Nós entretanto vamos experimentando outras coisas boas… para deixar mais umas sugestões em breve!

Vale a pena espreitar também os doces que sugerimos experimentar na zona de Aveiro e em breve teremos mais docinhos para partilhar convosco.

Ao adquirir serviços através das ligações abaixo, não terá qualquer custo adicional e estará a ajudar o explorandar a crescer: Alojamento Booking | Alojamento Airbnb | Seguro de Viagem World Nomads. O nosso muito obrigado!