A nossa última viagem teve como destino o sul de França, mais especificamente a Provença e a Côte d’Azur. São zonas com paisagens completamente diferentes, e que conseguimos explorar durante uma semana em Julho. Neste post vamos falar-vos um pouco sobre como explorámos a famosa Côte d’Azur (também conhecida por Riviera Francesa) e um pouco mais da costa, até Marselha.

A verdade é que decidimos explorar esta zona de França em Julho não só para ainda ver os campos de lavanda na Provença, de que vos falaremos noutro post, mas também por já estar bom ir à praia ao longo dos nossos passeios pela Côte d’Azur.

Praia Cote d'Azur

À descoberta das praias da Côte d’Azur

Logo em Nice, uma das coisas que começámos por descobrir é que algumas das praias nesta costa não têm propriamente areia… Em vez disso têm areia grossa ou pedras que magoam os pés, deixam marcas no corpo e tornam a ida à água uma aventura, num mix de dor e medo de cair. Relembrámos com carinho a areia fina das praias portuguesas. Por isso se o objetivo for veranear, recomendamos que levem sapatos de borracha próprios para ir à água, que pelo que vimos ajudam.

Praia em Nice, Côte d'Azur

Por outro lado, gostámos bastante da temperatura da água, que apesar de não ser quente, era agradável na maioria das praias onde fomos. E com o calor que estava (sempre entre os 30-36ºC), um mergulho sabia pela vida.

Como nos deslocámos

Para termos a liberdade que queríamos e conseguirmos visitar o que tínhamos planeado, decidimos alugar um carro. Tínhamos alugado online um da Rhodium (low cost da Goldcar) e fomos buscá-lo à chegada, no aeroporto de Marselha. Infelizmente o serviço foi mau. Cobraram-nos a mais, incluindo um seguro que não tínhamos pedido, insistiram para alugarmos carros mais caros e tentaram impingir-nos GPS – quando, descobrimos depois, o nosso carro tinha GPS integrado. De resto, ficámos satisfeitos com o carro, apesar de não recomendarmos de todo a empresa.

Estrada Côte d'Azur

A maior dificuldade que encontrámos foi mesmo o estacionamento. Pagava-se em quase todo o lado para estacionar, não achámos propriamente barato e muitas vezes mesmo pago era difícil de encontrar lugar.

Onde ficámos alojados

Nestes 3 dias decidimos ficar alojados em dois sítios ao longo da costa, para não perdermos muito tempo em viagens: ficámos duas noites num apartamento perto de Nice, junto a uma aldeia chamada Peillon, e uma noite num hotel nos arredores de Marselha. Ficámos contentes com as duas opções.

Pesquise aqui alojamento na Côte d’Azur

 

Aqui fica um breve resumo de onde fomos em cada dia:

Dia 1
  • Nice
  • Villefranche-sur-Mer
  • Eze
  • Mónaco
Casino do Mónaco

Casino do Mónaco

Dia 2
  • Peillon
  • Saint Paul de Vence
  • Antibes
  • Cannes
Cannes Côte d'Azur

Cannes

Dia 3
  • Cassis
  • Calanques
Calanques Côte d'Azur

Calanque

Dia 4
  • Marselha
Catedral de Marselha

Catedral de Marselha

Em breve descreveremos em mais detalhe cada um destes dias, com dicas úteis sobre cada um, para que possam construir o vosso próprio roteiro. Daremos também sugestões de alguns locais que acabámos por não ter tempo para visitar, mas que poderão ser úteis a quem tenha mais alguns dias.

Para terminar, apenas uma curiosidade: quisemos perceber se Côte d’Azur significava mesmo o que parece, “Costa Azul”. Tínhamos dúvidas, porque sabíamos que “azul” em francês é “bleu”. Mas é mesmo, “azur” também significa “azul”. E faz todo o sentido quando olhamos para a cor forte do Mar Mediterrâneo que banha esta costa.

Ao adquirir serviços através das ligações abaixo, não terá qualquer custo adicional e estará a ajudar o explorandar a crescer: Alojamento Booking | Alojamento Airbnb | Seguro de Viagem World Nomads. O nosso muito obrigado!